Perfil de Jesus Cristo para hoje

1. Heresias contemporâneas: O Cristo que “não é”

a) Nova Era: mistura de esoterismo, de astrologia, de religiões. Prega a entrada na “era de aquário”. Cristo, que é da “era de peixe”, portanto, já passou…

b) Esoterismo: Tudo é “energia”, curandeirismo, cristais, pirâmides, gnomos (não há maior ignorância religiosa do que dizer: “eu creio em gnomo”!).

c) Neognose: a imanência de Cristo, sua pessoa humana, seus sentimentos, suas dores, são” meras aparências” ( A palavra gnose significa conhecimento).

d) Holismo: tudo é igual. Cristo, Buda, Maomé… Cristo é “Cristo cósmico”, sem rosto, não-pessoa. Deus e Cristo são formas de “energia”. Atos 4,12 avisa: “Não existe debaixo do céu outro nome dado aos homens pelo qual devamos ser salvos”.

e) Seitas: religiões patológicas, fanáticas, exploradoras da “boa-fé” do povo simples. Cristo é o “curandeiro”, o “quebra-galho”. Igreja “eletrônica”, igreja do espetáculo televisivo na qual Jesus é o “showmam”, objeto de consumo. No Evangelho, Jesus avisa: “cuidado com os falsos profetas… se disserem eis aqui o Cristo, lá está o Cristo, não acrediteis…” (cf. Mt 7,15; 24,24).

f) Idolatria do mercado: tudo é endereçado à vender produtos. O lucro é “deus”. Papai Noel, Natal, Menino Jesus, Coelhinho da Páscoa… Cristo é o “garoto propaganda” ao lado de outros tantos iguais.

2. Teologias equivocadas: o Cristo “falso”

a) Cristo, revolucionário social de extrema esquerda (libertação sem salvação)

b) Cristo, gurú solucionador de problemas financeiros (teologia da prosperidade)

c) Cristo, encarnação de Zarathustra (teosofia e espiritismo)

d) Cristo, ser “andrógino” (feminismo exacerbado para o qual, nas “relações de gênero”, Cristo ressuscitado não é nem masculino nem feminino)

2. Imagem de Cristo para hoje: o Cristo verdadeiro

a) Cristo Senhor: o Kýrios, o único Senhor da nossa história e da nossa vida. Dizer “Senhor” é reconhecer a superioridade e divindade de Jesus. É colocar-se sob a sua guarda! Veja alguns exemplos: “…meu Senhor e meu Deus” (Jo 20,28); “…é o Senhor” (Jo 21,7); “Ninguém pode dizer: Jesus é o Senhor a não ser no Espírito Santo” (1Cor 12,3).

b) Cristo, Filho de Deus: filho único, primogênito entre muitos irmãos (Rm 8,29). Deus mesmo o declara seu Filho: “Este é o meu Filho, o Eleito, ouvi-o”. Como filho ele é igual ao Pai: “quem me vê vê o Pai” “…eu e o Pai somos um” (Jo 14,9). Como Deus Encarnado Jesus é dom gratuito do Pai.

c) Cristo Messias: ungido para anunciar o ano da graça, o tempo do arrependimento, da conversão e do perdão. Como Messias ele é o realizador das promessas de Deus para o povo.

d) Cristo Rabí, Mestre: pedagogo da nossa fé, ensina a chegar a Deus!

e) Cristo Rei: Rei dos Judeus, Rei do Universo. Contraposto à imagem do Cristo sofredor e servo, o Cristo Rei aparece como vencedor do pecado, da morte e do mundo.

f) Cristo Mediador: o Deus encarnado faz a mediação entre o Pai e os Homens. Jesus mesmo diz: “ninguém vai ao Pai senão por mim”. Como mediador ele é advogado: “…nosso advogado junto do Pai” (1Jo 2,1); “…diante da face de Deus a nosso favor” (Hb 9,24)

g) Cristo Salvador: O nome “Jesus” significa “Deus salva”. Veio salvar do pecado e da morte: “Eu vim para que todos tenham vida e vida em abundância” (Jo, 10,10)

h) Cristo, Deus revelado: ao revelar o Pai, se revela a si mesmo. Revela-se como ser humano: é o filho de Maria, ama as crianças, tem amizade com lázaro e suas irmãs, chora sobre Jerusalém… Revela-se como Deus: perdoa pecados, cura doentes, ressuscita mortos, fala com a autoridade do Pai.

i) Cristo, cabeça da Igreja: ele é a cabeça, nós somos o corpo. A Igreja é o corpo místico de Cristo, seu corpo vivo do qual todos nós somos os membros. Não é possível entender a Igreja sem o mistério de Cristo. De certa forma, para entendermos Cristo precisamos entender a Igreja, pois a Igreja é sua esposa. Cristo vive na sua Igreja e age no mundo pelo seu Espírito Santo.

j) Cristo, pessoa trinitária: Só podemos apreender o mistério de Cristo, pela fé, no seio da Trindade. Como pessoa divina, ele é consubstancial ao Pai e age em nossa vida pelo Espírito Santo. Jesus Cristo é “mistério”: sendo Deus, se fez homem; sendo rico fez-se pobre; sendo imortal, morreu na cruz. O mistério está em que viveu a sua vida não para si mesmo, mas para nos salvar. O mistério reside, portanto, na vontade soberana de Deus.

4. Pensar Cristo na vida:

Como visualizar a verdadeira imagem de Cristo senão olhando para a Sagrada Escritura e para o rosto dos irmãos e irmãs com os quais vivemos a aventura da fé?

Textos – Jesus Cristo é:

– Imagem de Deus (Rm 8,29; Hb 1,3

– Filho de Deus (Mt 4,3)

– Filho do Homem (Mt 8,20; 24,30; Jo 3,14)

– Deus (Rm 9,5)

– Profeta (Mt 16,14; Jo 1,21)

– Sabedoria (Jo 6,35)

– Santo de Deus (Mc 1,24; Jo 6,69)

– Senhor (At 2,21.36; 11,20; Fl 2,11)

– O Cristo – Ungido (Lc 2,26; 1Cor 3,23)

– Salvador (1Tm 1,1)

– Servo (Mt 3,17; Fl 2,7;At 3,13

– Luz (Jo 8,12)

– Testemunha fiel (Jo, 3,11; 1Tm 2,6; Ap 1,5

– Sinal de contradição (Mt 10,34)

– Mediador (Jo 16,26; Hb 8,6; At 7,38)

– Sumo sacerdote (Hb 3,1)

– Juiz escatológico (Ap 1,13)

– Autor da vida (At 3,15)

– Rei (Jo 3,35;Ap 1,5

– Cordeiro (Jo 1,29; Ap 5,6)

– Nossa Páscoa (1Cor 5,8)

– Alfa e Ômega (Ap 1,8)

Côn. Dr. José Adriano

Reflexão sobre Jesus Cristo

Sobre conegoadriano

Doutor em Teologia Moral, professor, Sacerdote
Esse post foi publicado em Cristologia. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s